27 de abr de 2015

Formação de professores resgata memória patrimonial de 60 anos da Escola Municipal José Loureiro da Silva

A segunda edição do projeto "Memórias da Escola - Patrimônio da Comunidade"
aconteceu neste sábado,  25, na EMEF José Loureiro da Silva, na Região Cristal. A escola é uma das mais antigas da rede e conta com três momentos distintos: 
- alocação em dois locais diferentes na mesma região. Começou muito pequena, lá no final dos anos 50, numa região praticamente rural; sua atual estrutura já quase atingiu a maioridade.

Formação de professores 
Trabalhamos com 30 professores...

.. resignificando o espaço escolar a partir conceito de patrimônio.
 
O resultado do trabalho: esta bela mandala com valores que definem o local como patrimônio de todos.
A formação é parte do projeto Memória da Escola - Patrimônio da Comunidade, da Coordenação de Descentralização da Secretaria Municipal da Cultura.
Coordenação da Descentralização da Cultura
Centro Cultural Usina do Gasômetro
Av. Pres. João Goularte, 551 – 6º andar – Sala 606 – Centro Histórico - Porto Alegre – RS

13 de abr de 2015

Projeto Memórias da Escola: patrimônio da comunidade

Projeto Memórias da Escola: patrimônio da comunidade
Promoção: Coordenação de Descentralização/Secretaria Municipal da Cultura
Para agendar a Formação entre em contato pelo telefone 3289.8113
ou pelo E-mail:rosanef@smc.prefpoa.com.br

Dia 11 de Abril, sábado, teve início com a formação de professores da EMEF Jean Piaget no Parque dos Maias.

O projeto propõe três eixos temáticos, envolvendo ações:
- com professores (eixo1 – Formação), resignificando o espaço escolar a partir do conceito de patrimônio;
- com alunos (eixo 2): oficinas de educação patrimonial;
- com a comunidade (eixo 3): rodas de memória para resgate das histórias de luta pela educação.
Segundo a coordenadora cultural da escola, Adriana Martins Dias, “o interesse no projeto, e principalmente nesta formação, surgiu considerando o momento atual da instituição (construção do Plano Político Pedagógico) e a relevância do assunto”.



1º momento: apresentação teórica.





2º momento: os professores são convidados a observar a escola como espaço de patrimônio da comunidade.



Finalizando o encontro este conhecimento é partilhado no grupo




A EMEF Jean Piaget é a primeira escola municipal com arquitetura construtivista, possuindo um monumento vegetal: a figueira logo na entrada da instituição. Conta com uma documentação muito bem organizada.Temos assim resignificado a construção física como patrimônio arquitetônico, as árvores como patrimônio natural e os documentos como patrimônio documental. Todos eles estão lá contando a história desta comunidade, que é parte da história da educação na cidade.

Falas dos professores:

  ” A atividade permitiu um novo olhar sobre a nossa cidade e a nossa escola: espaços por onde passamos diariamente muitas vezes nem são observados”( profª Elen Roberta Welp)
“ É muito importante desenvolver nos jovens o sentimento de pertecimento a um lugar, um povo, e o conhecimento da história  e dos seus ‘marcadores’ é fundamental. A atividade desta manhã lembra a importancia do olhar e do reconhecimento do local e do vivido.” ( profª Magnólia Gomes)
“ Essa temática possibilita o desnvolvimento de projetos em sala de aula envolvendo a escola, a comunidade, a cidade”( profª Mauren lúcia Tezzari)



8 de abr de 2015

A PAIXÃO DE CRISTO NO MORRO DA CRUZ

Créditos Rosane Fluck
  56ª VIA SACRA DO MORRO DA CRUZ
A PAIXÃO DE CRISTO FOI A GRANDE ATRAÇÃO
NA SEXTA-FEIRA SANTA EM PORTO ALEGRE

História:
Na 56ª edição do Auto de Fé - há 21 anos sob a Direção de Camilo de Lélis - para um público estimado de 30 mil pessoas, reuniu novamente um grande elenco de artistas profissionais e técnicos que se destacam no teatro e cinema, engrandecendo a cada ano o evento que mantém-se afinado com a Campanha da Fraternidade da CNBB - que traz para este ano um alerta geral através da temática “Fraternidade e Sociedade” 

Novidades em 2015: 
Algumas novidades do espetáculo deste ano são o acréscimo de novas cenas, entre elas: Aldacir Oliboni, que interpreta Jesus Cristo há 34 anos, lavou os pés de participantes escolhidos entre os espectadores, fazendo referência ao lema da Campanha da Fraternidade 2015: “EU VIM PARA SERVIR”. (Marcos 10,45). 

A atriz e cantora negra, Denizeli Cardoso, interpretou Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, remetendo à reflexão inter-racial e ecumênica dos dias atuais.


Denizeli Cardoso/Nossa Senhora Aparecida: pietá negra
O ator de cinema e teatro Luis Franke interpretou o novo sumo-sacerdote Anás. Outra novidade foi a apresentação de truques de mágica com a atuação do ator e mágico Eduardo Toledo no papel de Satã, numa cena satírica com a presença de bailarinas diabólicas que vêm tentar Jesus no deserto. Seguem participando do espetáculo as figuras já tradicionais deste evento, o ator Danny Griss, no papel de Rei Herodes, a atriz Renata de Lélis como Salomé, Sirmar Antunes, o narrador de toda a encenação.
O ator Jairo Klein, consagradíssimo intérprete de Fernando Pessoa, encarna Pôncio Pilatos.
O músico Eduardo Nascimento especialmente convidado para o papel de São Pedro.
Aquecimento nos camarins
Intensa movimentação do elenco, nos camarins, sob o olhar atento do diretor Camilo de Lélis.











 







A cena típica que originou o Santo Sudário: Verônica enxuga o rosto de Jesus.




Promoção/Parcerias:
A realização é da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre, por meio de sua Coordenação de Descentralização, em parceria com o Santuário São José de Murialdo e a Cia. Teatral Face & Carretos, sob a Direção Geral de Camilo de Lélis. A SMC/PMPA deu aporte financeiro e acionou diversos setores tais como: Coordenação de Descentralização da Cultura, DMAE, DEP, DMLU, EPTC, SMOV, CAR - Centro Administrativo Regional - Partenon, Orçamento Participativo e Governança Local Solidária, contando ainda com apoio da Brigada Militar.
O Evento é coordenado pela Cia Teatral Face & Carretos com direção geral de Camilo de Léliis.
     
CIA. TEATRAL FACE & CARRETOS
Equipe de produção
Camilo de Lélis (Diretor) – 51 3029 9158 / 9962 2240 camilofurio@gmail.com
Angélica Furtado (Ass. Produção) - 51 8141.4257
DIVULGAÇÃO – Assessoria de Imprensa
Ana Albuquerque – anaalbuquerquem11@hotmail.com
Fones: 51 8012.6009 - 9153.4706 – 3242.1387